sexta-feira, setembro 02, 2011

A França organizou a “Conferência dos Amigos dos traidores e usurpadores da Líbia”








A Conferência de Amigos da Líbia, primeiro grande encontro internacional impulsionado por França e Grã-Bretanha para legalizar o roubo e a ocupação imperialista da Líbia, começou na tarde desta quinta-feira na sede da presidência francesa em Paris. Doze chefes de Estado, 17 chefes de governo, cerca de 20 ministro e altos representantes de oito organizações internacionais, entre elas a ONU (dominada pelo imperialismo norte-americano e sionismo) e a Liga Árabe (transformada em grupo de monarcas subservientes), participam do encontro na presença de autoridades do Conselho Nacional de Transição (CNT), órgão político dos rebeldes líbios sustentados pela Otan e mercenários estrangeiros. 
Está previsto que na cúpula de Paris o CNT apresente o Mapa do Caminho da transição, que planeja passar do Governo de Massas instaurado por Kadafi para a um Estado "democrático, constitucional e islâmico", no qual a sharia (lei islâmica exigida pela Al-Qaeda) seria a fonte do direito.
O objetivo dessa reunião de governantes cúmplices ou subservientes às potências imperialistas que continuam promovendo massacres na Líbia através da Otan é dar alguma legitimidade para o CNT desbloquear o dinheiro do povo líbio seqüestrado e bloqueado em diversos países.
A realização da cúpula coincide com o 42º aniversário da Revolução Líbia Al Fateh,comandada por Muamar Kadafi em 1969, que derrubou o Rei Idris (um fantoche dos imperialistas) e destruiu todas as bases militares estrangeiras que havia no país.
A história da humanidade está sendo reescrita por personagens lamentáveis, que ficarão marcadas como atores cômicos e idiotas a serviço do sistema financeiro internacional e da indústria bélica:
Nicolas Sarkozy, presidente que não conseguirá ser reeleito por ser incompetente e subserviente ao imperialismo norte-americano. Napoleão Bonaparte deve estar se revirando no túmulo ao ver que a França é hoje palco de uma comédia sinistra para roubar petróleo na Líbia, às custasdo assassinato em massa de civis inocentes e indefesos.
Barack Hussein Obama – Fantoche da indústria bélica e petrolífera, refém dos políticos corruptos e mídia mercenária que dominam os EUA.
Silvio Berlusconi – Banqueiro e magnata das comunicações na Itália, pedófilo e sexista, primeiro ministro da Itália que se refere ao povo italiano como “povo de merda”.
Ban Ki-moon, secretário geral da ONU, fantoche do imperialismo norte-americano cujo país, desde a guerra da Coreia – Coreia do Sul - é território ocupado por tropas e bases militares norte-americanas.

O retrocesso
O Mapa do Caminho da transição, que planeja passar do Governo de Massas instaurado por Kadafi para a um Estado "democrático, constitucional e islâmico", é puro retrocesso político e religioso.No Governo das Massas o povo não tem representantes, intermediários no poder, políticos profissionais que formam verdadeiras quadrilhas para saquear o dinheiro público e vendera soberania do país às potências estrangeiras.
A lei da “sharia” é o início das guerras religiosas que martirizam diversas nações, onde xiitas e sunitas são levados a guerras fratricidas.
Criar um ambiente de guerra e corrupção permanente na Líbia é a única esperança que as potências imperialistas tem de submeter o povo líbio.

Cantaram vitória muito cedo
Os rebeldes e os grupos de mercenários e criminosos cantaram vitória muito cedo na Líbia. Para desbloquear fortunas em bancos estrangeiros e na mídia ocidental eles são os ganhadores da guerra de ocupação da Líbia, mas na realidade a luta de resistência do povo líbio está apenas começando.
Se a guerra foi vencida pelos rebeldes, porque a Otan continua a bombardear o país? Porque diversos focos de resistência armada continuam combatendo em Trípoli, Sirte e diversas cidades líbias, sem falar nas aldeias do deserto, onde todas as tribos são pró-Kadafi?

Conclusão
A Conferência dos Amigos da Líbia em Paris deve ser chamada de “Conferência dos Amigos dos traidores e usurpadores da Líbia”. Por trás de toda a propaganda na mercenária mídia ocidental, e dos crimes contra a humanidade na Líbia perpetrados pela Otan e governos da França,Estados Unidos e Inglaterra, estão:
A - uma tentativa de silenciar um líder mundial que conquistou a simpatia dos povos livres por seu exemplo e atuação concreta na luta anti-imperialista e anti-sionista. Muamar Kadafi construiu uma nação próspera, sólida e soberana, apesar dos bloqueios e das sanções econômicas a que o país foi submetido. Kadafi construiu o maior rio artificial do mundo para irrigar o deserto, construiu o maior IDH da África (maior inclusive que o do Brasil e Argentina). Kadafi foi o primeiro governante a exigir dos países colonialistas indenização pelos roubos e crimes cometidos no passado. Ele criou a União dos Países Africanos. A Líbia de Kadafi enviava médicos, dentistas e medicamentos para as nações mais pobres do continente africano.
B – Roubar petróleo e gás natural da Líbia. Hoje a Líbia explora apenas11% de suas reservas naturais e Kadafi não permitia que as empresas estrangeiras tivessem lucro acima de 10% na extração do petróleo líbio. No México as empresas norte-americanas tem lucratividade superior a 500%;
C – Fortalecer a Otan (Nato) enquanto arma mortal do imperialismo;
D – Queimar estoques de bombas e mísseis dos EUA,França e Inglaterra, para a aquisição de novos e modernos armamentos, através de contratos milionários onde os maiores beneficiários são os políticos e militarescorruptos. 

0 comentários:

Postar um comentário