terça-feira, março 02, 2010

Uma especulação, entre a Ética e seus aspectos sociais...

A filosofia, algo extremamente difícil de definição pela sua própria característica indefinida se funda no Ocidente através da civilização Grega aos idos do século V a.C., ao século de Péricles. Pela identidade grega de transformação, atitude eclética que fecunda no Ocidente um tipo especial de sabedoria, de conhecimento e ideologia ao seu modus vivendi que significa filosofia de uma relação integrada de um tipo Ético como inspiração para a edificação da civilização grega e entendida como natureza social da própria civilização grega, cuja característica, além de uma atitude ética, configura um cosmos ordenado pela natureza social da Ética e pela sua relação interna entre a sociedade grega e o ideal Ético, pode entender que a Ética pode ser um tipo de “núcleo duro” da filosofia antiga, e claro, em especial á Grega.

Uma filosofia, ética por excelência que considera o próprio filosofar como atitude ética, significa a valorização da Tradição filosófica como estrutura ética per si. A Ética, na filosofia como entendemos filosofia pode se dar, através de uma compreensão teórica fundada na educação prática, a Ética como compreensão teórica sobre a vida prática, a prática problematizada pela filosofia como atitude Ética e liberação desta do empirismo, sem uma estrutura filosófica denominada de inércia mental, é antes de mais nada a atitude Ética na filosofia o entendimento prévio, fundada em conhecimentos metafísicos antes da empiria, no caso da relação entre o ideal ético da civilização grega para com a vida prática da sociedade grega, esta relação problematizada como uma força teórica de desenvolvimento cultural.

Esta relação problematizada entre a vida prática da sociedade grega e com o ideal Ético, pois pelos problemas políticos da Grécia na antigüidade demonstra na parte social e Ética na filosofia grega o problema existente, e numa frase popular: “o que não se tem, se busca”, assim como a integração filosófica é a natureza do desenvolvimento cultural, as integrações entre os socráticos de inspiração Ética e dos aspectos sociais da Ética, num desenvolvimento cultural dialético entre as “soluções” da atual Tradição filosófica, e os problemas filosóficos dos sofistas, sempre visando estruturar-se a cultura Ética, não numa doxa casual e sim no conhecimento dialético e ascético do tipo Ético, o problema da Ética na filosofia continua num processo dialético indefinido, a filosofia ainda investiga a questão ética em direção dum código de ética baseada na Tradição filosófica, na restauração da sociedade e na integração adaptável entre a Ética e sociedade, tendo como método inverso de Nicolau Maquiavel e na seleção natural dum ‘darwinismo cultural’, a Ética indefinida, dialética e revolucionária por excelência...

0 comentários:

Postar um comentário